O tempo

24 fev

Nem sempre sabemos usar o tempo… é o que tem acontecido comigo nestes últimos 3 meses. As férias prolongadas dos filhos tem me tirado do sério.Os três  querem atenção , querem carinho e cuidado e como mãe sinto-me as vezes sufocada, de tanta cobrança por parte deles… mas faz parte da vida.Eu acho que fui assim também com a minha… rs

Mãe carrega tanta culpa né? Culpa de não estar ali o tempo todo, todo o tempo, mesmo dentro de casa muitas vezes torna-se difícil o momento de estarmos juntos. Tantos afazeres, mas nesta hora usar o bom senso e priorizar é a palavra de ordem.Priorizei.

Estou aqui escrevendo e eles estã ainda dormindo… são momentos de minha manhã que tiro pra mim… pra  restabilizar meu equilíbrio emocional, que tem de estar tinindo durante todo o dia, e mesmo não sendo assim o tempo todo, pelo menos que seja suave e leve o fardo diário de afazeres.Somos humanas e não super-women, não tem jeito…nunca seremos e nem teremos super-poderes.

Um dia eu li um bilhete deste blog que por sinal é muito legal,   um trecho de um texto da Martha Medeiros  escritora Gaúcha que gosto muito que dizia assim:

A gente sempre leva as nossas culpas, a culpa de não aproveitar tudo o que temos e que podemos ter, neste momento , neste tempo nesta hora, é isso e só … espere, guarde, sonhe… o seu tempo virá!

Nada acontece antes da hora marcada, as vezes o relógio atrasa por que sua pilha está fraca,  somos feito relógios, marcamos nossa hora biológica, marcamos nossos passos aqui na Terra, mas também nos atrasamos, trabalhamos cada segundo vivendo através dele, o tempo e não temos paciência de esperar…

Esperar a terra se refazer, a semente brotar, a flor crescer e desabrochar.

Sinto estar crescendo , mas ainda não chegou o tempo da florada, da primavera interna onde os campos se encherão de flores e as borboletas aparecerão, esqueci meu jardim por um tempo, não cuidei, não adubei, e algumas plantas e sonhos morreram.

Estou semeando, adubando novamente estes sonhos… e quem sabe com sorte, bate uma chuva de bençãos e ele brote mais rápido não é?

A vida continua… o show não pode parar, e ele não pára pra esperar você sair do camarim…

Então…  estou pegando as ferramentas que possuo, colocando a avental  e indo adubar meu jardim secreto… por que aí vem a chuva e logo depois o arco-iris!

Anúncios

Uma resposta to “O tempo”

  1. Gabriela 25 de fevereiro de 2010 às 6:44 pm #

    Olá Danny ! Que lindo seu post.. Achei incrivelmente bonito !
    Não deve ser nada fácil ser mãe. Eu brinco com a minha mãe, falando que fico boquiaberta de ver como ‘mãe’ é um trabalho difícil, como ‘mãe’ sabe de TODAS AS COISAS, e falo que, durante a gravidez ela deve ter feito um cursinho intensivo de como ser MÃE, durante a madrugada, sem ninguém ver.. porque não vejo outra explicação para alguém saber e aguentar tanta coisa assim, como uma mãe faz ! rs..

    Outro dia, ouvi uma frase bonita.. um senhor me disse que.. Sabe-se se uma pessoa está velha quando ela tem mais lembranças do que sonhos. Que o sonho move a vida, a pessoa, a beleza de estar vivo.. e desfrutar disso ! Gostei bastante e espero que goste também..

    Beijos,
    Gabi 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: